17 de agosto de 2021

HGE é o único hospital em Alagoas com nefropediatras para a avaliação clínica

Você sabe qual é o único hospital em Alagoas que conta com médicos nefrologistas pediátricos na avaliação clínica diária? Engana-se quem pensa que sejam os hospitais privados. Somente no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, o especialista no diagnóstico e tratamento das doenças dos rins e do sistema urinário em crianças, está disponível todos os dias, inclusive, revertendo casos complexos, como aconteceu com J. L. C. S., de 11 anos.

A mãe da criança, Alane Silva Campos, de 36 anos, relata que, no último dia 29 de julho, percebeu um inchaço nas pernas do seu filho. Dois dias depois, o inchaço aumentou e comprometeu outras partes do corpo. Desesperada e sem saber o que fazer, ela iniciou uma saga por ajuda, que teve fim após percorrer três unidades de saúde, sendo transferido, posteriormente e, com urgência, para o HGE.

“No primeiro atendimento, o médico receitou remédio para vômito e dor de cabeça. O levei para casa e nada resolveu. No segundo atendimento, meu filho foi avaliado, medicado, mas, não nos esclareceram o que de fato estava acontecendo. Na terceira vez, já impaciente, a outra unidade de saúde observou a necessidade de encaminhá-lo para o HGE. Fomos trazidos para cá e, desde então, tudo tem sido positivo para a gente”, relatou Alane, que é ambulante, casada e mãe de cinco filhos.

A nefropediatra Georgia Pacheco, explica que o filho de Alane teve GlomeruloNefrite Pós-Estreptocócica, uma complicação renal autoimune, que aparece semanas após uma infecção por estreptococos, geralmente do grupo A, como streptococcus pyogenes, que infectam pele ou garganta. É a glomerulonefrite pós-infecciosa mais comum e acomete com frequência crianças do sexo masculino, o que não elimina a possibilidade de infectar outras pessoas.

“O tratamento é personalizado às condições de cada paciente, sempre buscando a diminuição dos sintomas. No caso desta criança, solicitamos exames laboratoriais desde a observação, entramos com medicação de controle hipertensivo e fomos avaliando a evolução. Algo que precisamos chamar atenção é sobre a aferição de pressão arterial nas crianças. Não são apenas os adultos que precisam monitorá-la, as crianças também precisam e, devem receber, estímulo para a preferência por hábitos saudáveis”, afirmou a nefropediatra do HGE.

Três médicas nefropediátras se intercalam para cobrir o Serviço de Nefropediatria do HGE diariamente, o que ajuda na identificação precoce das doenças e no início imediato do melhor tratamento. Essa inclusão é mais uma prova de que o HGE investe na saúde dos alagoanos, assegurando condições para a realização de procedimentos eficientes no restabelecimento da saúde.

“O HGE é porta aberta para todos, de todas as idades e classes sociais. Então, também recebemos menores com doenças renais crônicas, com infecções do trato urinário, síndrome nefrótica, más formações do sistema urinário, entre outras enfermidades. Com essa especialidade, o hospital avança na realização de Terapia de Substituição Renal [hemodiálise e diálise peritoneal] e diminui o risco de outras complicações”, acrescentou Georgia Pacheco.

Texto e foto de Thallysson Alves

17 de agosto de 2021